28/09/2020 Salvador26°C

5 games baianos para você jogar agora!

Para você que é fã de jogos de todos os tipos, seja online ou com console, conheça essas cinco opções criadas na Bahia e divirta-se

Muita gente gosta de passar o tempo jogando videogames ou há quem prefira ficar horas se distraindo com aqueles joguinhos instalados no celular como Angry Birds e Candy Crush não é mesmo?! Há também aqueles clássicos e nostálgicos do Super Nintendo até os atuais e competitivos jogos online como League of Legends e World of Warcraft. Isso mostra que, atualmente, há quem leve os games para além da diversão, como as grandes competições de jogos mundiais e os distribuidores independentes. Uma pesquisa realizada pela empresa Homo Ludens revela que o mercado de jogos apresentou crescimento nas cinco regiões do país, entre os anos de 2013 a 2018. Segundo dados do 2° Censo da Indústria Brasileira de Jogos Digitais, o número de estúdios desenvolvedores de games passou de 142 para 375 no período. A pesquisa concluiu que, nos últimos dois anos, 1718 jogos foram produzidos no Brasil, sendo 43% deles desenvolvidos para dispositivos móveis, 24% para computadores, 10% para plataformas de realidade virtual e aumentada e 5% para consoles. Felizmente, a Bahia não ficou de fora desse ranking, já que, o nosso estado têm jogos super legais e inovadores que foram criados por empresas de destaques no ramo digital como a Unique Entretenimento Digital, Bahia Indie Game Developers, Comunidades Virtuais e outras. Conheça alguns desses games para você se divertir agora:

 

1 – Árida (Aoca Game Lab)

O game conta a história de Cícera, garota de 12 anos que foi abandonada pelos seus pais e criada pelo avô. Como plano de fundo, o jogo tem o sertão baiano do século XIX, que vai ajudar (ou, quem sabe, atrapalhar) a trajetória da jovem. Desenvolvido pela equipe do estúdio Aoca Game Lab, Árida conta ainda com sistema de exploração e sobrevivência, característicos dos jogos de aventura.

 

2 – Guerreiros Folclóricos (Unique Entretenimento Digital)

O game traz algumas conhecidas figuras do folclore brasileiro, como o Saci, Mula Sem Cabeça, Caipora, Iara, Matinta Perera, entre outros. Baseado nas lendas nacionais, o jogo é rodado em 3D, com visão em terceira pessoa e com elementos que misturam ação, hack’n’slash e RPG. A história é sobre um reino chamado Akakor, um mundo à parte ao nosso, onde diversas criaturas vivem sob o governo de Saci. Certa vez, convencido de que a raça humana não era merecedora de seu lar, Saci decide invadir o mundo dos seres mortais a fim de conquistá-lo para si. No entanto, a Terra contava com seus protetores e qualquer um que queira tomá-la precisa passar pela vigia de Kambaí e seus lendários defensores. Saci foi derrotado e enviado ao Mundo das Lendas. Cerca de trezentos anos depois, o rei de Akakor está de volta e com novos planos para invadir a Terra dos humanos. Agora, cabe ao guerreiro indígena, Kambaí, adentrar o Mundo das Lendas e enfrentar todos os seus perigos e criaturas para livrar o lugar de todo o mal de Saci.

 

3 – What the Box?

É um jogo desenvolvido com uma proposta inusitada: um multiplayer competitivo com caixas de papelão. No papel de uma delas, você deve procurar e eliminar outros jogadores que também estão disfarçados como caixas. Mas como todas são iguais, o desafio e diversão estão em descobrir quem são seus inimigos. O fundamento do sucesso do título é a sinergia de Thiago Adamo, que criou a trilha sonora, e do desenvolvedor baiano Daniel Snd, que hoje vive no Canadá.

 

4 – Grunva: A Bárbara

Desenvolvido pelo estúdio Madbel, o game retrata, de forma lúdica, o relacionamento abusivo, presente na vida de muitas pessoas. Apesar de se passar em um universo fantástico, ele não deixa de tocar em temas reais.

 

5 – Rocket Fist

Desenvolvido pelo mesmos criadores de What The Box?, Daniel Snd e Thiago Adamo, esse foi o primeiro jogo brasileiro a marcar presença no Switch, o novo videogame da nipônica Nintendo. Numa arena lotada de robôs com braços ejetáveis, o jogador deve tentar eliminar o máximo de adversários possível antes de ser destruído. A empresa por trás do game é a Bitten Toast Games.

 

Matérias relacionadas:

>>5 canais de Salvador que você precisa conhecer

>>5 lugares que os Nerds de Salvador precisam conhecer

 

E por falar em jogos baianos, vale ressaltar uma super novidade também originada da capital soteropolitana. É o canal do Youtube Arkade Punch que toda semana publica um vídeo novo com notícias e curiosidades relacionadas ao mundo dos games. Eles ainda funcionam como loja e-commerce de produtos geek e cultura pop. Conheça através do link: www.arkadepunch.com.br

Thaís Muniz

Goianiense de sangue e baiana de coração. Sempre foi apaixonada por Salvador e sua cultura única, onde pulou muitos carnavais. Jornalista e leitora assídua, busca usar o jornalismo em prol do entretenimento e cultura. E nas horas vagas arrisca em escrever algumas histórias.


Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 10 =


Sobre o Nosso Auê

Somos um novo portal que tem como objetivo compartilhar a cidade de Salvador, mostrar novos lugares, desbravar inúmeros cantinhos e sobretudo, conectar histórias! A vida lá fora é mágica e nós vamos desfrutar a nossa cidade junto com você, vamos fazer o Nosso Auê!


WhatsApp: (71) 98836-3724

contato@nossoaue.com

Rua Fernando José Guimarães Rocha, 35, Imbuí. Salvador – Bahia

© Copyright Nosso Auê 2020. Todos os direitos reservados