28/09/2020 Salvador26°C

Dia Mundial do Livro: 4 autores fundamentais que nasceram na Bahia

Na semana mundial do Livro, destacamos os principais escritores da Bahia para você conhecer

Nesta segunda-feira dia 23 de Abril comemora-se uma data de extrema importância para os amantes da literatura: O Dia Mundial do Livro e dos Direitos do Autor. A UNESCO escolheu essa data significativa em 1995. Celebrar o livro contribui para valorizar sua importância e a de seus autores no imaginário da população de todo o mundo. A data serve ainda para chamar a atenção para a importância do livro e o direito à leitura como bem cultural essencial para a formação cidadã e o desenvolvimento humano. Aqui na Bahia não podemos esquecer que Salvador é notável em todo o país pela sua gastronomia, música, arquitetura e, também, na literatura. Pensando nisso, e para homenagear este dia tão especial, separamos para vocês 4 autores baianos fundamentais para a história da literatura brasileira. Confira:

 

1. Gregório de Matos

Gregório de Matos Guerra nasceu em Salvador em 23 de dezembro de 1636 e faleceu, em Recife, em 1696. Com a alcunha de “Boca do Inferno”, foi advogado e escritor do Brasil colônia. É considerado pela crítica especializada um dos maiores poetas do barroco em Portugal e no Brasil e o mais importante poeta satírico da literatura em língua portuguesa no período colonial. Entre suas obras de destaque estão Poemas satíricosAntologia poética e Poesias selecionadas.

 

2. Castro Alves

Nascido em 14 de março de 1847 no município de Curralinho – hoje chamado de Castro Alves – , Antônio Frederico de Castro Alves ficou mundialmente conhecido por suas poesias marcadas pelo combate à escravidão, motivo pelo qual é conhecido como o “Poeta dos Escravos”. Foi o nosso mais inspirado poeta condoreiro. Ressaltamos, entre sua vasta obra, O navio negreiroEspumas flutuantes e Os escravos. Faleceu no dia 6 de julho de 1871.

 

3. Ruy Barbosa

Ruy Barbosa de Oliveira nasceu em Salvador no dia 5 de novembro de 1849. Destacou-se como jurista, político, escritor e tradutor. Foi um dos organizadores da República e atuou na defesa do federalismo, do abolicionismo e na promoção dos direitos e garantias individuais. Foi Ministro da Fazenda do Brasil e membro da Academia Brasileira de Letras. Candidato à presidência da República, na chamada “campanha civilista”, contra o militar Hermes da Fonseca. Faleceu no dia 1 de março de 1923. Entre suas muitas publicações estão Figuras brasileirasCorrespondênciaVisita à terra natal e O Papa e o Concílio.

 

4. Jorge Amado

Jorge Amado nasceu em 10 de agosto de 1912 em Itabuna, Bahia, e morreu, em Savador, no dia 6 de agosto de 2001. O autor foi um dos mais famosos e traduzidos escritores brasileiros de todos os tempos, e é o mais adaptado para o cinema, para o teatro e para a televisão. Em 1994, a sua obra foi reconhecida com o Prêmio Camões. O baiano Jorge Amado, embora não nascido em Salvador, ajudou a popularizar a cultura da cidade ao redor do mundo em romances como JubiabáDona Flor e seus dois maridos e Tenda dos milagres.

 

Bônus: O Canto da Sereia

Este livro é famoso por contar uma história que se passa na Bahia, fez tanto sucesso que até virou uma série de televisão, mas não foi escrita por um autor baiano. O Canto da Sereia – Um Noir Baiano é um romance policial do jornalista, compositor, escritor, roteirista, produtor musical e letrista brasileiro Nelson Motta. A história mostra os desdobramentos de um crime que para a capital baiana, Salvador, após o assassinato de uma famosa cantora de axé, Sereia, em plena terça-feira de carnaval. Descrito como um “Noir baiano”, o livro traz uma percepção atípica do gênero policial, pelo cenário onde a história se passa (as ruas de Salvador em pleno Carnaval), e por suas personagens, que nada possuem em comum com os típicos trejeitos brutos e sombrios da maior parte do gênero. Em 2013, a história foi adaptada pela Rede Globo para uma minissérie de quatro capítulos de mesmo nome, com Ísis Valverde no papel principal.

 

Fontes: Estante Virtual, Wikipédia

Thaís Muniz

Goianiense de sangue e baiana de coração. Sempre foi apaixonada por Salvador e sua cultura única, onde pulou muitos carnavais. Jornalista e leitora assídua, busca usar o jornalismo em prol do entretenimento e cultura. E nas horas vagas arrisca em escrever algumas histórias.


Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × dois =


Sobre o Nosso Auê

Somos um novo portal que tem como objetivo compartilhar a cidade de Salvador, mostrar novos lugares, desbravar inúmeros cantinhos e sobretudo, conectar histórias! A vida lá fora é mágica e nós vamos desfrutar a nossa cidade junto com você, vamos fazer o Nosso Auê!


WhatsApp: (71) 98836-3724

contato@nossoaue.com

Rua Fernando José Guimarães Rocha, 35, Imbuí. Salvador – Bahia

© Copyright Nosso Auê 2020. Todos os direitos reservados