20/10/2020 Salvador26°C

Tributo a “Clarice Lispector” reúne 50 obras no Santo Antônio Além do Carmo

Seguindo todos os protocolos, exposição "Clarices" estará aberta ao público a partir de 13 de outubro às terças-feiras, quintas e sábados, das 14 às 16h

Considerada uma das escritoras mais importantes do século XX, a ucraniana naturalizada brasileira, Clarice Lispector (1920–1977), será homenageada por artistas da Bahia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Sergipe, Ceará, São Paulo, Itália e Chile, em vernissage no mês de outubro. Intitulada “Clarices”, a exposição estreia oficialmente em Salvador no dia 13 de outubro, e deve seguir até o dia 12 de dezembro, com sede no “ME Ateliê da Fotografia”. Exibições acontecem às terças-feiras, quintas e sábados, no horário das 14 às 16h.

Seguindo o “Protocolo Setorial” da Prefeitura de Salvador para “Centros Culturais, Museus e Galerias de Arte”, o ateliê funcionará com 30% da capacidade máxima para visitações simultâneas. Após a aferição de temperatura, o visitante pode explorar o vernissage, mantendo o distanciamento social de 1,5m, com a permanência de até 1h sob utilização de máscara protetora durante toda a exposição. A higienização do local é feita antes e após o encerramento do horário de visita.

Obra “Hoje Me Agarro Ferrozmente A Procura -Lia Costa // Foto: Divulgação

Comemorando o centenário da vida e obra da escritora no mês de dezembro, o vernissage também celebra o 2º ano de atividades do “ME Ateliê da Fotografia” — localizado na Ladeira do Boqueirão número 6, Santo Antônio Além do Carmo. Em seu 1º ano de funcionamento, o fotógrafo baiano e curador do ateliê, Mário Edson, homenageou a pintora mexicana Frida Kahlo, em uma série de exposições com mais de 60 artistas — projeto que permaneceu durante 6 meses com recorde de público.

Falar de Clarice Lispector no ano em que se comemora seu centenário é de grande responsabilidade e imensurável desafio. Uma mulher de fama enigmática e misteriosa, cuja obra foi um divisor de águas na literatura brasileira, numa época (do seu surgimento) cujo cenário dominado, exclusivamente, por escritores e temáticas regionais, Clarice chega com uma abordagem psicológica, histórias do cotidiano e elencando sempre a figura feminina como protagonista“, explica o curador.

Para esse ano, Mário Edson traz 51 artistas brasileiros e estrangeiros para a exposição; sendo 21 fotógrafos23 pintores, ceramistas, escultores e bordadeiras, e 7 artistas cênicos. Entre os nomes, a chilena Camila Alemany, a italiana Cristina Cenciarelli e os brasileiros Manuel Chagas, Ieda Dias, Will Recarey e o próprio Mário Edson.

Propondo releituras de livros, contos, citações, filmes e peças produzidas pela escritora, a exposição “Clarices” entrega visões fragmentadas da autora sob o olhar da fotografia, pintura, desenho, escultura, bordado, poesia e música de novos artistas. Obras conhecidas da autora como o clássico de 1961, “A Maçã no Escuro”, “Felicidade Clandestina” (1971) e “A Hora da Estrela” (1977) prometem encantar o público diante de novos ângulos e perspectivas.

O ‘Projeto CLARICES’ nasce da proposta do ‘ME Ateliê da Fotografia’ de centrar foco nas figuras artístico-culturais que nos deixaram grande legado, como forma de difundir e fazer perpetuar suas obras, através das provocações nas diversas áreas e técnicas, a saber; fotografia, pintura, escultura, bordado, desenho, aquarela, cerâmica e cênicas. Como estamos seguindo o protocolo da prefeitura, o contato com essas obras, embora breve, irá despertar a atenção do visitante para um novo olhar sobre a história de Clarice, e as histórias que ela contou“, elucida Mário Edson.

Obra “Similaridade” – Ivana Leme //Foto: Divulgação

coletânea artística do vernissage será distribuída entre os três espaços do ateliê, com sessões cinematográficasapresentações teatraisnarrativas de histórias para crianças, oficinas, rodas de conversa e visitas guiadas, ambas realizadas sob as normas e condutas do “Protocolo Setorial” para “Centros Culturais, Museus e Galerias de Arte”. Além das atividades programadas, a brasileira Ieda Dias— da categoria “cênicas” —protagonizará um monólogo sobre a vida e obra de Clarice Lispector.

“As obras foram construídas tomando-se por inspiração as obras, citações e seu universo. Com dimensões e suportes livres, contou com a curadoria, acompanhamento e assessoria do coordenador do Ateliê, Mário Edson. Foram 6 meses de imersão e troca de ideias, conhecimentos, leituras, pesquisas, entrevistas nas plataformas digitais e adequação ao ‘novo normal’ para exposições artísticas. Em virtude do isolamento, o projeto que contemplava reuniões para encontros e discussões, adequou-se as ferramentas digitais e foi finalizado em julho. Agora, estamos prontos para lançar o vernissage ao mundo”, conclui.

Mario Edson //Foto: Divulgacão

LISTA DE ARTISTAS

Participarão da exposição os fotógrafosAlessandro Fernandes; Amorim de Castro; Ananda Nunes; André Fernandes; Augusto Araújo; Cristian Dessa; Edson Carvalho; Gustavo Machado; Leila Chandani; Manuel Chagas; Mário Edson; Will Recarey; Mateus Morbeck; Sônia Chaves; Tiago Queiroz, Damaris D. Fotos, Rodrigo West, Damião Paz, Luiz Bhering, Camila Alemany e Cristina Cenciarelli. 

Entre os artistas plásticosAlessandra Menezes; André Araújo; Anubis Cedraz; Arthur Fraga; Bebeto Souza; Bida; Clarissa Mustafa; Edmundo Dias; Eduardo Ruiz; Flávio Ribeiro; Gustavo Maciel; Gustabo Moreno; Hilda Salomão; Idee de Paula; Ivana Leme; Josi Borges; Lia costa; Lillian Morais; Lucas Rodrigues; Luzimar Azevedo; Mia Colagens; Renaide Almeida e Vica Gordilho. 

Com relação a categoria cênica, estão confirmados: Bruno de Souza; Daniel Farias; Edu Coutinho; Ieda Dias; Jussara Mathyas; Odilon Esteves e Rebecca Oliveira. 

SERVIÇO

Vernissage em tributo a Clarice Lispector.

Onde: ME Ateliê de Fotografia, Santo Antônio Além do Carmo — Ladeira do Boqueirão, nº 6.
Quando: De 13 de outubro (terça-feira) até 12 de dezembro (sábado).
Dias/Horário: Às terças-feiras, quintas e sábados, no horário das 14 às 16h.
Gratuito

Carlos Sena

Sou Soteropolitano, Relações Públicas de formação, Político de opinião, Cervejeiro apaixonado por futebol e Pimenteiro como bom Baiano.


Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + quinze =


Sobre o Nosso Auê

Somos um novo portal que tem como objetivo compartilhar a cidade de Salvador, mostrar novos lugares, desbravar inúmeros cantinhos e sobretudo, conectar histórias! A vida lá fora é mágica e nós vamos desfrutar a nossa cidade junto com você, vamos fazer o Nosso Auê!


WhatsApp: (71) 98836-3724

contato@nossoaue.com

Rua Fernando José Guimarães Rocha, 35, Imbuí. Salvador – Bahia

© Copyright Nosso Auê 2020. Todos os direitos reservados